I do what I can

Random thoughts from Mauricio Teixeira…

Comparando software com engenharia civil

with 6 comments

Hoje estive conversando com uns amigos, e pensei em uma maneira simples de explicar o que é um arquivo SPEC, usando um paralelo do nosso cotidiano.

Imagine que o seu objetivo é construir uma casa. Essa casa é o software instalado no seu sistema (o condomínio). Para que a casa se integre corretamente ao condomínio (local, dimensões, fornecimento de água/luz/telefone/TV) você precisa de algumas instruções, ou seja, uma planta de onde as coisas vão (ou mais de uma). Essa planta é o SPEC, pois é ele que diz como o seu software (casa) vai ser instalado e integrado ao seu sistema (condomínio).

Daí alguém pode pensar: “e a planta da casa?”. Bom, a planta da casa é o arquivo Make, as instruções do engenheiro são o “./configure”, o pedreiro é o comando “make”, e o material de construção é o código fonte.

E aí? Faz sentido?🙂

Written by netmask

agosto 11, 2009 às 14:24

Publicado em anything

Tagged with , , ,

6 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Eu diria que a especificação é uma lista de desejos para a casa, o código fonte é o projeto e os pedreiros são representados pelo compilador. Ou seja, 99,999% do custo está no projeto e 0,001% está construção do software.

    Dê uma olhada em um artigo do Martin Fowler chamado “The New Methodology”. Fala justamente sobre isso.

    Abraços,
    Juliano

    Juliano

    agosto 11, 2009 at 15:17

  2. @Juliano
    Sua explicação tem um ponto de vista diferente. “Especificação” e “projeto” são coisas que não se encaixam nos conceitos de pacotes RPM. Acho que você está falando de Java ou C#.🙂

    netmask

    agosto 11, 2009 at 15:31

  3. É uma boa comparação, passa a idéia de que um RPM é algo tão complexo e bem feito quanto uma casa/prédio.

    asnas

    agosto 11, 2009 at 16:33

  4. Se a planta fosse um SPEC, você teria que estar no canteiro de obras para saber se ela estava correta, e provavelmente só o engenheiro que a fez conseguiria entender.

    bhdn

    agosto 11, 2009 at 16:34

  5. @bhdn
    “Licença poética”.🙂

    netmask

    agosto 11, 2009 at 16:44

  6. concordo com o asnas, a comparação tradicional, com “receita de bolo”, é meio “efenemizante” (“cozinha é coisa de mulher”) e simplória, comparar com a construção de coisas é mais másculo e mais associada com a complexidade real, mesmo que o resultado de fazer um bolo ruim seja, geralmente, até pior do que o resultado de fazer um programa ruim.

    spuk

    agosto 11, 2009 at 18:50


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: